Baterias Start-Stop: o que você precisa saber


Fale Conosco

Precisando de Bateria? não perca tempo

Já ouviu falar das baterias EFB e AGM? Se você tem um caro com o sistema start/stop, confira esta dica para não ter problemas!
 

No passado ao comprar uma bateria de reposição, bastava mencionar a voltagem, 12 volts, e a capacidade em amperes e ponto final. Hoje a conversa é outra: tal a sofisticação e complexidade do sistema elétrico dos automóveis.

E o primeiro dispositivo a exigir baterias mais sofisticadas e de maior capacidade foi o start/stop.

O start/stop foi adotado por modelos mais modernos para atuar na diminuição de até 15% no consumo de combustível no trânsito urbano. A tecnologia, responsável pelo desligamento do motor quando o carro para no semáforo ou no trânsito, por exemplo, trouxe consigo algumas necessidades. Entre elas: baterias, alternadores e motores de arranque especiais.
A principal função da bateria é acionar o motor de arranque e dar partida no motor. Nos modelos com start/stop, por sua vez, sequências de pequenas descargas são demandadas constantemente das baterias no para e anda do cada vez mais complicado trânsito urbano.

Dois tipos de baterias foram criados para alimentar os carros com a tecnologia, as EFB (da sigla em inglês Enhanced Flooded Battery, em português Baterias Convencionais Melhoradas) e as AGM (do inglês Absorbent Glass Mat, em português Manta de Vidro Absorvido).


Carros comuns com start/stop, eque somente precisam de cargas rápidas para dar várias partidas ao longo do mesmo trajeto utilizam as EFBs, capazes de sustentar toda a parte elétrica do carro com as sucessivas paradas no trânsito.

Veículos com sistemas mais complexos com turbo eletrônico e freio regenerativo, que precisam de ciclos mais profundos de energia e demandam uma alta – e rápida – capacidade de absorção da energia recebida pelo sistema de frenagem utilizam as baterias AGM
 

Vantagens dessa tecnologia

Essas baterias têm um ciclo de vida 3x maior do que a convencional nos testes elétricos das maiores montadoras e o consumo para cada partida é pequeno se comparado com o de um motor normal

Desvantagens


Não deveríamos chamar de desvantagem, já que a durabilidade desses modelos em média é 3x superior às baterias convencionais.
Porém, o dono de um carro com sistema start/stop pode levar um susto quando chegar a hora de trocar a bateria do veículo.
Devido à durabilidade e à tecnologia que exigem, esses modelos são consideravelmente mais caros que as baterias convencionais.
 

Dúvidas comuns


Posso instalar uma bateria start/stop em um veículo comum?
É até possível mas isso requer a análise de um profissional qualificado para identificar a remoendação de fábrica do veículo, acessórios instalados e todo o conjunto, garantindo que não haverá perda de energia nem risco de danificar outros componentes do veículo.

Meu veículo é start/Stop. Posso instalar qualquer bateria start/stop?
Não. é necessário verificar a indicação do fabricanrte. As baterias EBF e AGM possuem finalidades bem diferentes e exigem também componentes específicos no veículo.
As baterias AGM são sensíveis ao calor e, por isso, demandam uma estrutura diferenciada. Colocá-las em um veículo despreparado pode afetar sua funcionalidade.

Para carros sem sistema start/stop, desligar o veículo em momentos de parada causa o mesmo efeito?
Não se recomenda ligar e desligar manualmente o carro nas constantes paradas do trânsito no carro que não tenha o start/stop, pois as fábricas tomaram vários outros cuidados ao instalar o sistema.
Além da bateria, também os alternadores e o próprio motor de arranque foram reprojetados para suportar uma demanda várias vezes maior: se num carro normal o motorista dá no arranque algumas poucas vezes por dia, o start/stop o aciona dezenas de vezes, exigindo muito mais destes componentes.